carinho próprio

Leia a Notícia

Você sabe qual a sua classificação cutânea?

01/10/2019

A classificação cutânea baseia-se na quantidade de secreção expelida pelas glândulas sebáceas, e é determinada geneticamente. Alguns subtipos podem surgir em razão de desequilíbrios orgânicos ou comportamentais ou por causa do meio ambiente, mas os tipos de pele determinados geneticamente podem ser divididos nas quatro categorias a seguir:

1. Pele Seca (Também chamada de Alípica): Ocorre em razão da pouca produção de óleo pelas glândulas sebáceas. Clinicamente, percebe-se maior sensibilidade, descamações, aspereza, pele fina e sem brilho. Os poros são quase imperceptíveis e esse tipo de pele é mais suscetível ao aparecimento de vasinhos e rugas precoces.

2. Pele Oleosa (Também chamada de Lipídica): Ocorre em razão da produção excessiva de óleo pelas glândulas sebáceas. Esse tipo de pele tem aparência brilhante, espessa e úmida. Os poros dilatados são característicos da pele oleosa e facilitam o aparecimento da acne.

3. Pele Normal (Também chamada de Eudérmica): Apresenta níveis equilibrados de oleosidade e hidratação, o que confere um aspecto de pele hidratada, firme, lisa, aveludada e com brilho natural, semelhante a pele de uma criança.

4. Pele Mista: Este tipo de pele apresenta uma combinação das características citadas anteriormente. Geralmente seca na lateral do rosto e oleosa na zona T (testa, nariz e queixo).

E aí? Identificou qual seu tipo de pele? Conta pra gente nos comentários!

Beijo,

Bru do Carinho Próprio.

Fonte: Técnicas Estéticas Faciais/ Karina Klyoko Kamizato, Silvia Gonçalves Brito. – 1 ed. – São Paulo; Érica, 2014.

Compartilhe:

!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->